Jaraguá ganha espaço para permanência de motorhomes
24/07/2021 11:33 em Geral

Jaraguá do Sul agora está no mapa do turismo mundial de motorhome. Na tarde desta quinta-feira (22), com a presença do prefeito Antídio Lunelli, de outras autoridades e de praticantes desta modalidade de turismo, o industrial Wandér Weege entregou o espaço denominado Parque Motorhome, em frente ao Parque Malwee.

Destinado à permanência dos chamados motorcasa, o ambiente conta com totens de pontos de energia elétrica e água, depósito de dejetos e até mesmo banheiros externos, para atender ônibus de turistas que vêm para conhecer o Parque Malwee e outros atrativos turísticos da região. “Tudo para receber bem o turista”, resumiu o industrial.

Wandér Weege contou que viu nas viagens que fez pelo mundo a força e o potencial deste tipo de turismo.

“O motorhome é muito difundido entre os americanos, e na Europe em geral, e vem crescendo no Brasil”, disse, contando que a ideia de criar o espaço surgiu de uma demanda apresentada pelo então secretário de Desenvolvimento Econômico, Neivor Bussolaro, na gestão anterior do prefeito Antídio Aleixo Lunelli. Bussolaro havia recebido a ideia de um grupo de adeptos aqui mesmo de Jaraguá do Sul.

“O turismo faz muito bem para as pessoas e, agora, temos que nos preparar para a primavera, com o avanço da vacinação, as pessoas vão querer sair ainda mais de casa e aproveitar os espaços verdes e pontos turísticos da nossa região”, mencionou industrial.

O prefeito Antídio Aleixo Lunelli enalteceu o trabalho voluntário do industrial Wandér Weege e agradeceu por mais esta iniciativa em favor da comunidade jaraguaense.

“Só temos que deixar o nosso agradecimento todo especial à pessoa do senhor Wandér e família, que tanto investiram e continuam investimento, fazendo pelo bem do município. Jaraguá do Sul é especial, é diferente por causa disso, pela participação ativa destes empresários, somos modelo e isso nos orgulha muito”, destacou Lunelli.

No momento da entrega do Parque Motorhome, o local estava tomado pelas casas sobre rodas. Alguns de Jaraguá do Sul, que auxiliaram na elaboração do projeto e parte de adeptos ao motorhome, que vieram conhecer a novidade em Jaraguá do Sul.

É o caso do empresário Edio Tomaselli, que considera o espaço de suma importância, não somente para Jaraguá do Sul, mas para toda a região.

“Tenho amigos motorhomeiros no Brasil, Argentina e Uruguai. E essas pessoas passavam por aqui e não tinham um local específico para estacionar. Quando ele chega numa cidade que oferece condições de água e energia, ele permanece dois ou três dias, isso acaba gerando dividendos para a cidade, porque ele vai no mercado, no comércio, no posto de combustível”, comenta.

“Ao mesmo tempo, ele leva o nome da cidade para outros cantos onde ele for”.

Na avaliação de Tomaselli, a prática é muito forte aqui na região, onde devem existir mais de 150 motorhomes e trailers. Tanto que, em Santa Catarina, existe uma associação chamada Roda Mundo, com cerca de mil associados.

No Estado, deve haver mais de três mil praticantes deste estilo de vida sobre rodas. O litoral catarinense é muito bem servido de locais para o estacionamento e permanência dos motorhomes. Há também estruturas em outras regiões do Estado. “E Jaraguá do Sul estava fora deste roteiro”, explica Tomaselli.

No restante do país não é diferente. O mercado é grande e vem crescendo muito nos últimos tempos. De acordo com Edio Tomaselli, atualmente, são emplacados por mês 500 veículos recreativos no Brasil, desde trailers, motorhomes, campers, kombis e outros veículos do gênero.

“É um negócio que está crescendo muito, tendo fabricantes pedindo prazo de 18 meses para entregar um veículo. Só aqui na região, existem três fabricantes: um Jaraguá do Sul, um em Guaramirim e outro em Massaranduba”, acrescenta.

Para encontrar pontos de camping, estacionamento ou de apoio, os adeptos contam com a ajuda de um aplicativo chamado “Viva Sobre Rodas”, que indica 2.500 pontos que dão suporte aos viajantes pelo Brasil e América do Sul.

COMENTÁRIOS