Por: Gabriel Jr | 04/08/2017
 

Um bazar beneficente em prol do menino Benjamin Angel Engel Villegasserá realizado neste fim de semana em Corupá, no Norte catarinense. O menino, que nasceu prematuro e tem alergia a leite com proteína de vaca, completará 11 meses de vida na próxima segunda-feira (7). Com tão pouco tempo de vida, a história de Benjamin é um drama que iniciou mesmo antes dele nascer. Sua mãe, Sueli Villegas, teve várias complicações, ele e o irmão gêmeo, Vinicius, nasceram prematuros. Logo após o parto, foram diversas restrições e ele não consegue sentar sozinho e se alimenta basicamente de leite. As frutas ainda não substituem o leite e ele rejeita a papinha.

Sensibilizado, um grupo de amigos e familiares tomou a iniciativa de realizar o evento. São seis pessoas envolvidas diretamente e outras dezenas da comunidade que contribuíram com doação de roupas e calçados para o bazar. Haverá peças infantis, juvenis, adultas, com preços que variam de R$ 2,00 a 20,00, além de calçados masculinos e femininos, incluindo infantis. Algumas peças são novas, que a família conseguiu com uma loja do Rio Grande do Sul.

O bazar ocorrerá neste sábado (5), das 9h às 18h, e no domingo (6), das 10h às 16h, na casa da família, localizada na rua Eduardo Kreich, número 217, no bairro Seminário (passando a Padaria Pão de Mel, a segunda rua à esquerda).

Sueli conta que aos seis meses de gestação precisou parar de trabalhar. “Tive a gestação interrompida com 27 semanas, pouco mais de seis meses. Fiquei cinco dias internada no Hospital Jaraguá,  mas não tinha vaga na UTI e fui encaminhada para Balneário Camboriú. Não fizeram cesárea e esperaram mais três dias. No total, fiquei sete dias com a bolsa estourada”, conta ela.

Esta demora, segundo a mãe, teria provocado infecção generalizada nos bebês. Benjamin nasceu com 1,2 kg e perfuração no intestino. Com dois dias de vida passou por cirurgia. Vinicius morreu com 17 dias. “Com muita dor, tive que voltar para Corupá para enterrar o ‘Vini’ e depois ir novamente para Balneário Camboriú para cuidar do Benjamin, que ficou mais um mês e meio na UTI neonatal. Ele enfrentou várias complicações e depois foi transferido para Florianópolis com suspeita de várias doenças, algumas foram tratadas e outras continua em tratamento. Desde a alta hospitalar, cuido do Benjamin. Não temos condições de pagar uma babá e ele não pode ficar na creche por causa da imunidade baixa”, conta a mãe.

Benjamin sobreviveu a duas paradas cardíacas e também ficou vários dias no oxigênio. “A idade corrigida do meu menino é oito meses. O desenvolvimento motor está atrasado e ele também não desenvolveu a fala e audição. Ele teve perfuração no intestino, tem problema no fígado, o pulmão é fraco e facilmente pega pneumonia. Também trata uma hérnia umbilical, teve perda bilateral da audição e passou por duas cirurgias para poder enxergar. Em menos de três meses, pegou cinco infecções, várias pneumonias e precisou de internação hospitalar e tratamento com antibiótico em casa”, discorre Sueli.

Benjamin tem alergia a leite com proteína de vaca e tem alimentação especial | Foto Arquivo Pessoal

 

Imunidade baixa limita visitas

Entre os principais cuidados que os pais têm em relação ao filho está o de não receber visitas de pessoas resfriadas ou com qualquer doença contagiosa. “É preciso lavar sempre as mãos antes do contato com meu filho e evitar beijos nas mãos e no rosto dele por causa da imunidade baixa. Temos que cuidar também na preparação da alimentação e com os utensílios que usamos”, comenta.

Desde os primeiros meses de vida, os pais lutam para conseguir dar uma qualidade de vida melhor a Benjamin e ao outro filho, Alejandro Vidar, de um ano e 11 meses. O pai, Miguel Angel Villegas Hernandez, 43 anos, é mexicano e conheceu a mulher pela internet. Saiu do México em novembro de 2014 e trabalha no Hotel Turek Garden, em Corupá. Além de garantir o sustento da família, muitas vezes precisa levar Benjamin ao hospital quando chega do trabalho.

“Meu marido é formado em engenharia industrial, mas não pode exercer a função aqui no Brasil, pois o certificado que tem não é reconhecido. Precisaria fazer dois anos de pós-graduação para validar, mas não temos condições no momento. Se ele pudesse exercer a função, estaríamos bem financeiramente”, lamenta.

Atualmente, a família recebe sete latas de leite do município e outras sete estão sendo doadas pelo governo estadual, mas somente após pedido na justiça e mais de seis meses de espera. Neste intervalo, a família contou com a solidariedade da comunidade que participou de ações como bingo em prol do Benjamin e também da Campanha Troco Solidário em parceria com um supermercado de Corupá. Os valores arrecadados foram usados para cirurgias, compra de medicamentos e para exames que não são fornecidos pelo SUS.

Sueli tem uma história triste de vida. Luta pela sobrevivência do filho Benjamin, mas já perdeu dois. Letícia, do relacionamento anterior, teve leucemia e se curou após doação de medula óssea, mas morreu aos dois anos e meio com problema nos pulmões, e Vinicius teve complicações de uma infecção e problema no rim, que parou de funcionar.

Dinheiro ajudará na compra de vacinas

Com o bazar, Sueli pretende conseguir arrecadar dinheiro suficiente para que Benjamin possa receber vacinação para meningite B, no valor de R$ 1,2 mil – duas doses – e também meningite WY, de cerca de R$ 200. As vacinas, segundo ela, são recomendadas pelo pediatra e pneumologista. “Eles pediram as vacinas porque o Benjamin tem imunidade muito baixa, vive de antibióticos. É por prevenção, porque no inverno aumentam as chances dele contrair meningite. Assim ficamos com a consciência mais tranquila”, disse.

Bazar acontece neste fim de semana em Corupá | Fotos Divulgação

COMO AJUDAR

As pessoas que se comoveram com a história também podem fazer depósito bancário para ajudar a família:

Nome: Sueli Villegas – Banco do Brasil – Agência 2011-7 – Conta: 10530-9. 

Mais informações: 99198-5889 (mãe Sueli) e 99123-0139 (pai Miguel).

Veja alguns momentos fofuras entre os irmãos no blog da mãe Sueli: http://benjaminangelengelvillegas.blogspot.com.br/