PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Temporal deixa Joinville em baixo d’água
15/03/2019 11:01 em Cotidiano

A chuva, que começou na noite desta quinta-feira (14) e seguiu pela madrugada desta sexta (15), provocou transtornos em cidades do Norte catarinense. A Defesa Civil faz o levantamento de ocorrências, de casos de desalojados e de desabrigados. Ninguém ficou ferido.

A situação mais crítica é registrada em Joinville, onde nesta manhã ainda permanece pelo menos 12 pontos de alagamentos que prejudicam o trânsito na cidade. O terminal no Centro e na zona Sul estão fechados. Além disso, há pelo menos 18 pontos de deslizamentos. Algumas unidades de ensino da rede municipal foram atingidas pela enchente, mas as aulas estão mantidas, segundo a prefeitura.

De acordo com um levantamento preliminar divulgado pela prefeitura, entre 21h às 3h choveu 117 milímetros, o que equivale a 20 dias de chuvas para o período.

Continua depois da publicidade

 

Os bairros mais afetados pelos alagamentos da região Sul são Paranaguamirim, João Costa, Floresta, Itaum, Adhemar Garcia, Petrópolis. Também foram atingidos pontos no Anita Garibaldi e Glória. Há ainda outros registros na área Oeste, como Nova Brasília, Morro do Meio e Vila Nova.

A Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros Voluntários estão mobilizados e prestaram apoio no suporte para famílias que tiveram dificuldades para deixar as casas atingidas pela enxurrada.

Continua depois da publicidade

 

Deslizamentos e desabamentos

Foram registrados 18 pontos de deslizamentos com desmoronamento, segundo a Defesa Civil. O órgão faz o acompanhamento das áreas de risco.

As ruas com maiores restrições são: Santa Catarina, Beira rio, Monsenhor Gercino, Anita Garibaldi, Florianópolis, Lages, Paulo Schroeder, Getúlio Vargas, Parte da Blumenau, Nove de março, Itajai e Itaiópolis.

Foram registrados 11 desabamentos de muros: Servidão Dr. Hohne (Glória), na Avencal (Paranaguamirim), Tainha (Jarivatuba), Alasca (Floresta), Guararapes (Floresta).

A orientação para quem está na área riscos de deslizamentos de morro ou que tenham situação de perigo, é para deixar o local e acionar os bombeiros no 193.

 

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

Receba Notícias e Informações diretamente em seu celular: Só Clicar aqui

COMENTÁRIOS