Publicidade
(Áudio) Procon dá dicas para compra do presente do Dia das Crianças
09/10/2019 07:30 em Geral

 

Com a proximidade do Dia das Crianças, que será celebrado no sábado (12), a tendência é que o comércio de brinquedos se aqueça nos próximos dias. No entanto, o Procon de Jaraguá do Sul, alerta pais, padrinhos, avós, titios e titias de plantão a ficarem atentos na hora de comprar aquele “agradinho” para os pequenos.

Para a diretora do Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) em Jaraguá do Sul, Samira Leuprecht, Dia das Crianças é sinônimo de brinquedos. “Porém, a hora da compra não pode ser levada na brincadeira. Afinal ninguém quer ‘presente problema’ neste dia , por isso é interessante ficar atentos”.

As dicas para compra do presente do Dia das Crianças são:

1 - Antes de definir o que comprar, é importante levar em consideração o gosto, idade e limitações da criança.

2 - Lembre-se que, nem sempre, os brinquedos que estão fazendo mais sucesso no momento são os mais adequados para a criança que será presenteada;

3 - É recomendável fazer uma pesquisa de preços, comparando as condições de pagamento e vantagens oferecidas de uma loja para outra;

4 - Ao escolher o brinquedo, fique atento à embalagem que, de acordo com o Código de Defesa do Consumidor, deve corresponder à publicidade impressa nos folhetos, anúncios de jornal, revista ou televisão;

5 - Alguns brinquedos como jogos químicos, devem conter na etiqueta principal do produto rótulos com a palavra “CUIDADO” e indicação dos eventuais riscos em cor contrastante aos outros dizeres e desenhos;

6 - Diversos brinquedos necessitam de manual de instruções e possuem garantia fornecida pelo fabricante. Nesses casos, fique atento se o termo de garantia acompanha o produto e verifique a relação de empresas que prestam assistência técnica autorizada.

7 - O manual do produto deve trazer em português e em linguagem clara e precisa, todas as informações sobre o produto, tais como número de peças, regras de montagem, modo de usar, se faz parte de alguma coleção, a que idade se destina, e quanto aos possíveis problemas que poderá causar se usado de maneira inadequada;

8 - Quanto à garantia, não se esqueça que o Código de Defesa do Consumidor determina que produtos duráveis tem prazo de garantia de 90 dias. Informe-se sobre o prazo de garantia do fabricante e nunca esqueça de pegar a nota fiscal, para provar em que data adquiriu a mercadoria.

9 - Verifique com o vendedor sobre a possibilidade de troca da mercadoria e sob quais condições ela poderá ser efetuada. Peça que esse compromisso conste por escrito na nota fiscal. Fique especialmente atento ao adquirir brinquedos em promoção ou saldos, pois nessas circunstâncias de compra nem sempre a loja possui estoque para troca;

10 - Quando se tratar de brinquedos a pilha ou bateria, procure saber se estes componentes acompanham a mercadoria;

11 - Os brinquedos fabricados e comercializados de acordo com as normas e técnicas do Instituto de Qualidade do Brinquedo (IQB) e do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro) possuem um selo fornecidos por essas instituições. Portanto, fique atento à presença dele. Os brinquedos importados seguem as mesmas regras dos nacionais, por isso, não ficam livres das determinações do Código de Defesa do Consumidor;

12 - As mercadorias comercializadas por vendedores ambulantes, apesar de serem mais baratas, podem trazer problemas para o consumidor. Não há garantia de que elas estejam de acordo com as normas técnicas de segurança, podendo colocar em risco a saúde e a segurança da criança. Como também, em geral, não são fornecidas nota fiscal ou informação sobre a procedência do produto, o consumidor deve avaliar se a aquisição através desses comerciantes é realmente mais vantajosa, uma vez que não haverá a quem responsabilizar, caso necessário;

13 - Se a compra for efetuada fora do estabelecimento comercial, ou seja, por telefone, catálogo, Internet ou reembolso postal, o consumidor pode desistir da transação dentro do prazo de sete dias corridos, a contar da assinatura do contrato ou do recebimento da mercadoria. Nestes casos, o cancelamento deve ser feito por escrito, com comprovante protocolado;

14 - Tratando-se de aquisição em feira itinerante, bazar e shopping de descontos (outlets), não deixe de exigir a nota fiscal onde conste o nome, o endereço, o telefone e o CNPJ do fornecedor. Sem esses dados fica difícil - praticamente impossível - identificar o responsável em caso de problemas;

15 - Dê preferência aos fabricantes que se preocupam com os seus direitos e que respeitam o meio ambiente, como, por exemplo, aqueles que utilizam embalagens recicláveis. Esse cuidado vale também para o descarte das pilhas usadas.Não jogue no lixo comum. Elas contêm substâncias altamente tóxicas. Informe-se sobre os postos de coleta;

Passeios – A diretora do Procon que lém de presentear, outra opção interessante para comemorar esse dia é levar as crianças a um passeio a parque temático, cinema, teatro, entre outras opções. “Nesses casos, é importante certificar-se quanto ao local ser adequado para a faixa etária da criança e, também, se há necessidade de comprar os ingressos com antecedência”, orienta Samira.

Alguns desses locais, continua a diretora, comercializam pacotes. “Antes de decidir, verifique o que está incluso - brinquedos, lanche, brindes, etc. - e avalie se comprar o pacote é mais vantajoso em relação aos itens individuais”.

Nos casos em que o parque disponibiliza monitores especializados para acompanhar a criança é aconselhável observar as condições desse serviço, tais como: se é cobrado um valor a parte, a quantidade de crianças e monitores por grupo, horário de entrada e saída, limite de idade e entre outros.

Em relação de cinema, você pode entrar com comida similar ao que é oferecida na porta (pipoca, refrigerante, chocolate), ainda que não tenha sido adquirido ali. “Em tempos de crise , vale preparar a pipoca em casa e curtir com as crianças esse dia especial, pois a entrada com esse tipo de alimento não pode ser barrada”, afima Samira Leuprecht.

Para a representante do Procon, o Dia das Crianças é um ótimo momento de por em prática tudo aquilo que tentamos passar de valores para nossos pequenos o ano todo. “Aproveite para retirar brinquedos em bom estado para fazer doação e também, negociar com as crianças a possibilidade de pegar o valor que seria gasto em um brinquedo caro apenas para ela e dividir em vários brinquedos mais baratos para doar a outras crianças”, argumenta. “Afinal, um brinquedo antigo doado, tem o mesmo significado que um brinquedo novo para quem recebe. Se você pode fazer ainda mais, doe também brinquedos novos. o que importa é fazer o seu melhor e ensinar seus filhos a ter empatia com as demais crianças”, observa Samira.

Sua empresa em destaque, Informações só clicar aqui

Receba Notícias e Informações diretamente em seu celular: Só Clicar aqui

COMENTÁRIOS