Gabola, homem que se orgulhava dos próprios crimes é condenado a 52 anos de reclusão em Jaraguá do Sul
20/05/2020 11:03 em Geral

Um homem de 47 anos foi condenado, esta semana, a pena de mais de 52 anos de reclusão, em regime fechado, por 11 furtos realizados na região do Vale do Itapocú.

A decisão foi proferida pelo juiz Samuel Andreis, titular da 2ª Vara Criminal da Comarca de Jaraguá do Sul. O réu, em seus depoimentos, jactava-se de sua perfomance no mundo do crime.

Durante seu interrogatório em juízo, o homem confessou os crimes e contou que arrombava as fechaduras dos estabelecimentos comerciais com o auxílio de uma chave de fenda.

Na maioria das vezes, afirmou, subtraía somente o dinheiro que encontrava dentro dos caixas. Os furtos foram realizados em mercados, salão de cabeleireiro, lojas, agropecuária e verdureira. Houve registro também de furto de bicicleta em um condomínio.

Segundo o processo, em uma única noite, o réu angariou mais de R$ 6,5 mil com os furtos, dinheiro utilizado para seu consumo de drogas. Grande parte dos furtos foi confirmado através de depoimentos dos proprietários dos estabelecimentos comerciais e por imagens de câmeras de segurança.

Os crimes aconteceram em um intervalo de poucos dias – quatro deles apenas no dia 24 de setembro de 2019 e todos com a mesma forma de agir.

Na sentença, o juiz mencionou que o acusado “se dedica e faz da prática criminosa seu modo de vida” e “se orgulha dos furtos que perpetra relatando seus ilícitos com muita animação e desenvoltura, sem qualquer constrangimento”. 

Cabe apelação da decisão, mas o réu não terá direito de recorrer em liberdade.

 

COMENTÁRIOS